Seguidores

quarta-feira, 2 de outubro de 2013


ZEZA, o  bandido.


No fim da década de 40 apareceu no Alegrete, ali nos Canudos, um sujeito com ares misteriosos, chamado ZEZA; era melenudo, usava vasta barba, tinha a pele muito clara e se vestia todo de preto (a bombacha, a camisa e o lenço de pescoço). Diziam que ele era bandido, já estivera preso na Casa de Correção em Porto Alegre e que chegava nos botecos e já armava uma briga.

Contam que certo dia o Misael Correa filho, o Misaelzinho, foi comprar alguma coisa no boteco e foi desacatado pelo ZEZA que estava ali bebendo;  o Misaelzinho contou ao pai o que ocorrera; contam que o Seu Misael Correa, o pai, morador da Gal. Sampaio e que era um homem valente, colocou o revólver na cintura, foi até o boteco e falou para o ZEZA:

---Tu desacatou  meu filho ainda há pouco; que seja esta a última vez que eu te vejo no Alegrete;  na próxima vez te atoro essas melenas a tiros, como quem atora cola de égua... e não adianta correr, que te rodeio o c* à bala.


Si non é vero, é bene trovato: o ZEZA nunca mais foi visto no Alegrete.

Nenhum comentário: